03 de Outubro de 2014

 

Antoine Tavares

Pelo nome nos apercebemos que este jovem empresário, é filho de um dos primeiros casais dos Foios que fez vida, em França, nos primeiros tempos da emigração para a Europa.

 É o responsável por um interessante empreendimento piscícola e turístico, a Trutalcoa.

Ele próprio esteve também emigrado na Suíça mas o seu gosto por Portugal, e pela terra que o viu nascer, levou-o a este projecto que já conta com mais de trinta anos.

Embora seja uma vida muito presa, sem domingos e feriados, é aqui numa bucólica paisagem, na margem esquerda do Côa, a escassos quilómetros da nascente, que o amigo Antoine se sente bem.

Depois, na grande simpatia que revela em relação a quantos o visitam e no convívio com bom grupo de amigos encontra os ingredientes necessários para uma vida feliz. 

 Para além de três grandes tanques onde milhares de trutas se desenvolvem, este empreendimento tem uma lagoa onde os visitantes se podem entreter à pesca. Assim, miúdos e graúdos praticam este saudável desporto, mesmo os que nunca sonharam pescar. Nem precisam de levar cana. O amigo Antoine fornece cana, isco e cesto. Só pagam o peixe que levam para casa

E com tudo isto, os mais pequenos, muitas vezes renitentes a comer peixe, até começam a mudar alguns hábitos numa alimentação tradicionalmente mais orientada para a carne.

E a imaginação do empresário não se ficou pela pesca desportiva. Ao lado dos tanques adaptou uma máquina de brindes em que a surpresa está num saquinho de ração para o peixe. Assim, os mais novos para além de deixarem uma moeda na máquina, vão dando a comida às trutas. Pagam para ajudar no trabalho da truticultura ao mesmo tempo que se regalam a ver, num palanque próprio, a truta arco-íris a saltar ao isco.

Um restaurante panorâmico sobre todo este complexo completa a ideia que os amigos Antoine e José Maria tiveram para transformar este lugar, vulgar na paisagem raiana, num sítio acolhedor para portugueses e espanhóis.

Embora neste restaurante também se sirva carne ou bacalhau, são os pratos à base de truta que dominam a ementa: truta de escabeche, truta grelhada, truta no forno ou filetes de truta, tudo aqui se pode provar e degustar.

Assim resta ao leitor deste blogue e ao ouvinte de O Som da Gente passar o Sabugal e, em direcção à fronteira, antes de Foios, aqui permanecer, nem que seja por um dia, neste belo recanto, ao lado do rio Côa, gémeo do Águeda que, correndo em Espanha, vai encontrar o Douro, perto do Pocinho, não muito longe da foz deste mesmo Côa.

Fotos: Alcides Riquito

publicado por somdagente às 10:51
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Acabo de ouvir e visualizar a 2ª parte da vossa re...
Acredito e aceito. Isto foi o que se conseguiu ap...
Esse sr.Antonio Silva meu vizinho e compradre e am...
Apraz-me dizer, que Deus lhes dê força para conti...
Fico com água na boca.Quero VER!Abraço
Amigo e Senhor Fernando Luís,Parabéns pelo excelen...
Olá boa noiteO meu nome é Dina Cruz e sou técnica ...
Quando escreveram (e cito): "Em 1959, aqui nasceu ...
Intereessante!... Um espaço a ter em conta!
Conheci o Prof. Zé Fernando há 30 anos. Já nessa é...
blogs SAPO