30 de Julho de 2010

 

Quem desce do Gafanhão para Reriz, atravessa a povoação de Grijó, antes de virar, à direita para Nossa Senhora de Rodes.

Ao meio do povoado, vê-se, à esquerda de quem desce,um bonito palacete do Sec. XVIII, em estado de abandono.  É a Casa Grande de Grijó.

 

Um dos seus proprietários foi um tal tenente que fez dela uma das casa mais ricas da região no seu tempo. Só de azeite lavrava sessenta almudes.

 

Da história desta casa nos falaram os irmãos Laurindo e Quintino, octagenários aqui nascidos e criados.

 

O Quintino foi emigrante no Brasil e ultimamente madeireiro.

O Laurindo foi um comerciante de gado com sucesso e um apaixonado pela arte de cantar ao desafio.

 

Estas duas vertentes da sua vida preencheram a conversa que gravámos para o próximo programa de O Som da Gente.

publicado por somdagente às 12:19
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Acabo de ouvir e visualizar a 2ª parte da vossa re...
Acredito e aceito. Isto foi o que se conseguiu ap...
Esse sr.Antonio Silva meu vizinho e compradre e am...
Apraz-me dizer, que Deus lhes dê força para conti...
Fico com água na boca.Quero VER!Abraço
Amigo e Senhor Fernando Luís,Parabéns pelo excelen...
Olá boa noiteO meu nome é Dina Cruz e sou técnica ...
Quando escreveram (e cito): "Em 1959, aqui nasceu ...
Intereessante!... Um espaço a ter em conta!
Conheci o Prof. Zé Fernando há 30 anos. Já nessa é...
blogs SAPO